Conheça os Parklets, miniespaços construídos em vagas de Carros.

Olá seguidores. Hoje quero dividir com vocês uma novidade que vem ganhando espaço e gerando muita polêmica nas grandes cidades. Conheça os Parklets, miniespaços construídos em vagas de carros.

         Recentemente fui a São Paulo e deparei-me com alguns lugares incríveis, bairros maravilhosos, mas o que mais me chamou a atenção foram os famosos espaços denominados como Parklets ou Vaga verde, Vaga viva, Zona Verde. Fiquei maravilhado com a praticidade e a beleza que esses cantinhos formam nas grandes cidades. Vou explicar o que é e como funciona.

         Tentando buscar um ambiente mais agradável para pedestres e ciclistas os Parklets foram criados em San Francisco, EUA. A ideia é aproveitar uma vaga de carro para criar um espaço aconchegante e de convívio público.

Confira algumas imagens de Parklets

         Voltando ao relato da viagem e ao mundo dos Parklets!

Essa ida a Sampa me fez aprender muito – e como havia dito aprendi sobre os Parklets. Quando cheguei à Vila Madalena e deparei-me com aquele lugar muito aconchegante, com vasinhos de flores, bancos/mesinhas de madeira, um revisteiro e até um pequeno bicicletário fiquei parado contemplando o lugar por horas. Não satisfeito em só ver, fui conferir e aproveitar o local. Sentei-me num banquinho, tirei um livro da bolsa e fui logo fazendo o Cult, até porque o lugar era propício, havia pessoas lendo, outras almoçando e até uns idosos jogando dama. Não parece cenário de novela das 21 horas? Pois é amigo! Sentia-me como alguém muito importante, muito chic e diferente de todo o povo da minha região.

 Ficava imaginando assim: “Aposto que sou o primeiro da minha região a curtir uma dessas”. Hahahaha. Se meu vizinho me visse logo soltaria uma perola: “Tá se acabando Heim”.

Próximo ao local tinha livraria, Cafeteria e uma loja de produtos naturais. Ah, fotografei várias poses, mas vocês não tem ideia do que aconteceu… Sem querer apaguei todas as minhas fotos! Uma tragédia real! Mas voltei pra casa com a satisfação de ter conhecido algo inovador, capaz de aproximar pessoas na correria do dia a dia.

Meu único pensamento era; preciso voltar naquele lugar ou convencer alguém a criar aquele ambiente na minha cidade.

 Porém não foi nada animador.

 Tudo foi ficando mais claro quando minha amiga Arquiteta disse que o projeto só poderia ser realizado se o Prefeito assinasse um decreto regulamentando a construção desse espaço.

– Mas gente?! Porque não assinar e criar? Um ambiente tão simples e que gera tanta felicidade para nós. Aposto que uns R$: 40 mil reais faria tranquilamente. Rebati.

Minha amiga então explicou: João, nas grandes cidades é comum, como você mesmo viu, mas quem beneficia a construção é a rede privada; são lojas, cafeterias, livrarias e o comércio como um todo! Completou: – é difícil para a prefeitura investir nesses locais, eles regulamentam e oferece ao pode privado a criação, entretanto, o espaço é público – o acesso é livre a todos.

Fiquei triste com a notícia. 

Amigos. Para ser sincero eu gostei muito da ideia e me vejo num lugar assim com amigos conversando, lendo ou até fazendo rodas de leitura. Acho bacana porque assim conservamos mais e as ruas ficam mais movimentadas. Isso tudo só ajudaria no desenvolvimento dos bairros! Sem contar que diminuiria os carros e incentivaria a caminhada e os passeios ciclísticos. Eu super topo a ideia e já vou conversar com meus vizinhos comerciantes sobre a possibilidade deles criarem um, mesmo que seja num espaço privado/público.

Gente, amei real esse projeto! Indico para meus leitores e já vou dizendo que vocês precisam conhecer! É incrível! É lindo e ainda cria um ambiente verde nos grandes centros!!!

Bom amigo.

O Post desta semana é uma mistura de recordação com indicação! Espero que vocês tenham gostado!

Leu e gostou? – Comentou!

Até a próxima.

As imagens destacadas neste post são todas encontradas na internet. Se você é dono e não quer vê-las expostas é só pedir que retiramos do blog.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *